Postagem semanal – Semana de 24/06/2018 a 30/06/2018

domingo, 24 de junho de 2018.


Olá lindinhos e lindinhas, sofreram muito no jogo do Brasil??? 

Eu sofri... não porque eu goste de futebol, mas porque, senão eu só usaria meu body mais uma vez.... Acho que agora pelo menos mais duas.....

Novamente, voltando a avisar, ainda não consegui estar 100 % livre, então ainda tenho email’s que não vi e nem respondi, no zap, consegui voltar um dia, conversar um pouco, mas não muito...uma hora volto como era antes....

E foi nessas poucas conversas que eu peguei o tema desse editorial. Incesto....

Vamos começar primeiro falando sobre a definição dos livros sobre incesto :

Substantivo masculino
1.    1.
relação sexual entre parentes (consanguíneos ou afins) dentro dos graus em que a lei, a moral ou a religião proíbe ou condena o casamento.
"i. entre irmãos"
2.    2.
adjetivo
que não é puro, não é casto; impudico, impuro, incestuoso, torpe.

Vamos começar pela primeira definição

Segundo o que está definido o que proíbe o incesto é Lei, Moral ou religião, ou seja, se a lei permitir ou a religião, então, tudo bem, certo??? Sei lá....

Já ouvi falar que é citado na bíblia, Ló, para preservar a linhagem, deitou-se com suas filhas... Nem vou entrar no mérito, porque não é a minha intenção dizer se é certo ou errado incesto.

O Problema de parentes consanguíneos está no fato de no caso de gravidez, o feto pode ter problemas....

Outra coisa é a questão moral, outro ponto muito delicado, um bandido, assassino, também não aceita o incesto, ou seja a moralidade é um fator muito delicado de se falar.

Quem estaria enquadrado da questão de incesto??? Pai, Mãe, Filho(a)s, tios, primos, padrastros, madrastras, avô e avó, cunhado??? Até onde a linhagem nos atinge??? Para uma boa parte das pessoas quando pensam em incesto pensam, consciente ou não, de uma mescla dos três itens, moralidade, legislação e religião. Quando não enquadramos o ato incestuoso na legislação, buscamos enquadrar na religião mas, indiferente de qualquer coisa, nossa educação é dita que esse ato é imoral.

O amor, para não ser considerado Incesto, é dividido, em fraternal e amor carnal, os que mais conhecemos e falamos. Mas amor não é amor??? Então será que o amor fraternal, não pode acabar se tornando carnal???  Ou será que ele é, desde o começo, mas para não ser considerado errado perante as Leis, a Religião e a Moralidade, foi dividido nessas definições.

Se analisarmos, existem outras coisas que perante nossa sociedade moralista e legal,  não é aceito porem ela e citada religiosamente, porem as religiões acabaram por não aceita-las para não irem contra a Legislação e a moralidade. A Bigamia é um dos casos.

Mas, nosso blog ( meu e de vocês ) é de H-Mangas então vamos falar de Incesto dentro dos H-Mangas.

Muitas histórias, abrangem esse tema, independente de serem traps ou não, os traps, por já serem considerados atrocidades, não necessitam muito explorar outros temas. Abordam, sim, mas nem tanto.

Salvo os H-Mangas que o tem o tema Estupro, os que falam de incesto, falam de uma forma de amor, simplesmente se você substituir a qualificação do personagem ( Pai, Mãe, irmãos...etc...) teremos uma historia normal. Mas, o nosso moralismo, nos leva a achar que como o incesto é algo errado, essa historia não é boa.

Na nossa vida real, é claro que existe o incesto, mas sempre é ligado ao abuso sexual, o que é errado. Mas e se não fosse??? Se fosse algo que se quer, ambos, até onde existiria o erro.

Ouço falar que existe o incesto velado, assim como houve o homossexualismo. Será que estamos caminhando para daqui a alguns anos, assim como houve com o homossexualismo, o Incesto, não digo aceito, mas tolerado pela sociedade???

Será que estamos caminhando para que nossos valores sejam reescritos e então definirmos o que é certo e o que é errado, por uma nova visão ??? Mas, quem dirá o que é certo e o que é errado ??? Esses terão os seus valores Morais e Religiosos e pregarão uma pequena aceitação para conseguirem muitas proibições.

Pensem, sobre o que falei, não achem que estou falando que é certo ou errado o incesto, o que quero é que pensem que as vezes o que pensamos ser de uma forma, por influencia externa, podemos perder a nossa própria identidade e nossos valores....

Beijos enormes

Liane Ferraz ( Lia-chan )



5 comentários:

  1. Bem, no meu caso sou bem mente aberta, penso que se não houver abusos morais e/ou físicos por parte de um dos envolvidos da relação não existe problema. Casais de irmã-irmão, ou irmãos(ãs) do mesmo sexo pra mim seriam muito mais fáceis de aceitarmos pois teriam idades próximas, outros casos como filha e pai seriam mais difíceis de aceitar por conta da diferença de idade (claro, aliado ao fato do gral de parentesco direto...) bem esse seria um tema de outras discussões hahaha.

    ResponderExcluir
  2. Oi Lia! Sobre o assunto pendo assim: os dois tem consciência do ato, é consentido, sem forçar nada, então tudo bem.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu penso o mesmo coisa q vc

      Excluir
    2. Ter consciencia, sim é um forma de ver

      Excluir

 
Lia-Chan © Copyright 2015 | Template By Mundo Blogger |